02.06.2021

Goodbags chegam às lojas Continente

O Continente passa a fazer parte da rede internacional “goodbag”: sacos de compras de design exclusivo e 100% algodão orgânico, com um mini-chip incorporado que permite ajudar o planeta de cada vez que são reutilizados.
imagem saco goodbag Continente com a frase menos é mais

Por cada goodbag comprado, é plantada uma árvore em nome do cliente, e, sempre que o levar às compras, é recolhido plástico do oceano. Estes goodbags, que vão estar à venda nas lojas Continente a partir do dia 5 de junho, Dia Mundial do Ambiente, têm motes eco-friendly como "Think outside the bag", "Menos é mais" e "0% plástico, 100% fantástico" e custam 3,50€ cada um.

Há mais modelos disponíveis no site da iniciativa, que podem ser reutilizados nas lojas aderentes. Após a compra de cada goodbag, o cliente deve aceder à app com o mesmo nome (gratuita, disponível para android e iOS), ativar o QR code da etiqueta e resgatar o primeiro reward: plantar uma árvore.

App Goodbag Continente

Por cada vez que levar o goodbag às compras (a uma loja aderente), basta abrir a app, passar o telemóvel pelo mini-chip incorporado no saco (que faz scan do mesmo, através de tecnologia NFC) e assim garante mais um saco de plástico recolhido do oceano. Na app, além de um mapa interativo com as lojas aderentes, fica também registado o nº reutilizações do goodbag, ou seja, quantas vezes cada utilizador já contribuiu para um oceano mais limpo.

A plantação de árvores e a limpeza dos oceanos é garantida através dos parceiros Weforest e One Earth One Ocean, ONGs que se dedicam à proteção do planeta e às quais a goodbag se associou, garantindo que é plantada uma árvore por cada saco adquirido e que são recolhidos do mar tantos sacos de plástico quantas vezes os goodbags são reutilizados.

Até ao momento, o projeto da start-up já contribuiu para a plantação de 34 mil árvores e recolheu mais de 64 mil sacos de plástico do oceano, estando presente em nove países e mais de 1.400 pontos de venda.

Enquanto agente ativo na promoção de hábitos de consumo conscientes, o Continente assumiu o compromisso de antecipar para 2025, a ambição definida pela União Europeia para 2030, de reduzir (ou mesmo eliminar quando possível) a utilização de materiais de plástico de origem fóssil, no que diz respeito aos produtos de marca própria, assegurando ainda que todos eles têm embalagens reutilizáveis, recicláveis ou compostáveis.