08.04.2021

Cruz Vermelha Portuguesa e Missão Continente unem esforços para ajudar quem mais precisa

Imagem Missão Continente com fundo vermelho e smile

A Missão Continente, parceiro fiel de longa data da Cruz Vermelha Portuguesa (CVP), volta a juntar-se à campanha de angariação de alimentos, através da venda de vales de bens essenciais. Ao longo dos últimos anos esta parceria permitiu apoiar milhares de famílias e pretende fazê-lo mais uma vez. 

De dia 10 até 19 de abril, decorre uma campanha de venda de vales de bens alimentares em todas as lojas Continente, Meu Super e no Continente Online, cujo valor angariado vai permitir dar resposta ao número crescente de pedidos de ajuda que chegam diariamente por parte de famílias que, por razão da pandemia, se viram em situação de grande fragilidade.

Para ajudar as mais de 65.000 famílias que contam com o apoio da CVP, os clientes Continente podem, no ato de pagamento das suas compras, acrescentar um vale ou mais de bens alimentares, como arroz, feijão, leite e azeite. 

No final da iniciativa, a Missão Continente reverterá os vales comprados em produtos que serão entregues às famílias apoiadas pela CVP. 

Segundo Susana Marques, Secretária-Geral da CVP, “já nos habituámos a que a Sonae MC, através da Missão Continente, faça parte da família Cruz Vermelha. Esta relação vem de há muitos anos e tem-nos permitido mudar milhares de vidas. Estamos expectantes com esta Campanha de Vales por se traduzir num importante apoio para a nossa capacidade de resposta ao número de pedidos de ajuda que nos chegam diariamente. A pandemia veio intensificar as fragilidades de milhares de famílias que, em Portugal, já viviam no limiar daquilo que seria a gestão do seu rendimento mensal. Acreditamos na solidariedade dos portugueses”. 

Nádia Reis, Diretora de Comunicação e Responsabilidade Social do Continente, adianta que “2020 veio reforçar a importância da partilha, da ajuda ao próximo, da união social e do trabalho em comunidade, mas é algo em que a Missão Continente já acredita e promove há vários anos e a CVP é um parceiro fundamental neste nosso caminho. Embora esperemos que o contexto de fragilidade provocado pela crise pandémica passe brevemente, o trabalho da CVP continuará a ser essencial para a população e fazemos questão de continuar a participar e contribuir como pudermos”.